Barragem sem manutenção rompe e causa prejuízos na zona rural de Santa Rosa do Tocantins

por Por G1 Tocantins — última modificação 29/03/2019 10h11
Colaboradores: Por G1 Tocantins, Crt
Por G1 Tocantins
Rompimento aconteceu em barragem do programa Água para Todos, no sudeste do estado. Não houve feridos, mas município afirma que outra represa corre risco de desabar.
Barragem sem manutenção rompe e causa prejuízos na zona rural de Santa Rosa do Tocantins

Barragem rompeu na zona rural de Santa Rosa do Tocantins — Foto: Defesa Civil/Divulgação

Uma barragem do programa Água para Todos rompeu na zona rural de Santa Rosa do Tocantins, a 140 quilômetros de Palmas. O barramento fica na região do povoado Mansidão, onde vivem mais de 30 famílias. Não houve feridos, mas de acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente pastagens e cercas foram destruídas. Além disso, tanques utilizados para criação de peixes ficaram inundados.

O desabamento ocorreu no último sábado (23) após o reservatório transbordar devido às fortes chuvas registradas no mês de março. A barragem fica na zona rural, a cerca de 20 quilômetros da cidade. Um vídeo feito por moradores mostra a água passando por cima do barramento momentos antes do rompimento.

De acordo com o secretário Mauro Batista Neto, cinco barragens para represar água foram feitas na cidade pelo programa Água para Todos. Os reservatórios tem cerca de 5 mil metros e foram construídos entre 2015 e 2016. A água retida é distribuída por caminhões-pipa durante o período de estiagem.

O secretário conta que as condições da barragem do povoado Mansidão tinham sido informadas para a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), responsável pelo programa, mas nenhuma providência foi tomada.

"Essa barragem ficou com o ladrão alto. Ao invés da água sair pelo ladrão, estava passando por cima da barragem. Se tivessem vindo baixar o ladrão teria evitado o problema", contou.

Barragem Rompida

A Defesa Civil do Município denunciou que outra barragem da cidade também corre risco de desabar. "Na barragem do Mansidão, graças a Deus não houve vítimas. Mas quero denunciar que se a barragem construída no distrito de Cangas chegar a estourar com certeza haverá muitos prejuízos e vidas serão ceifadas", afirmou Adilson Pereira do Nascimento.

Segundo o secretário Mauro Batista, no distrito de Cangas vivem cerca de 200 famílias. "Tem pessoas que moram por baixo dela. Se estourar tem risco de causar danos e mortes é muito grande. O governo veio e baixou um pouco o ladrão, mas a barragem continua com infiltração porque o ladrão é um pouco pequeno."

Outro lado

A Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) informou que as pequenas barragens fazem parte do programa Água para Todos e foram construídas a partir de convênio realizado com o governo federal.

Em Santa Rosa, a ATS afirma que realizou vistoria nas obras e constatou deficiências na estrutura ainda em 2018.

"A empresa responsável pela construção da obra foi notificada extra judicialmente em duas oportunidades para realizar os reparos ainda em 2018. Não atendendo essas notificações a empresa foi oficiada novamente neste mês", diz nota enviada.

A agência afirmou ainda que está tomando medidas jurídicas necessárias para que a empresa realize os reparos a fim de garantir a segurança das barragens e da comunidade.

Outras barragens

Quatro barragens no Tocantins estão com as estruturas comprometidas após apresentarem erosões e infiltrações, segundo levantamento da Agência Nacional de Águas (ANA). Ao todo, o estado tem 680 estruturas de barramento cadastradas.

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) seria responsável por monitorar a maioria, cerca de 670, mas somente 143 foram vistoriadas e classificadas quanto ao risco e dano potencial. Ou seja, 527 ainda não foram monitoradas.

Uma barragem construída em Tocantinópolis e está abandonada há mais de 30 anos e causa preocupação na região. O Ministério Público abriu uma investigação para apurar as condições da estrutura.

Nesta segunda-feira, as fortes chuvas registradas no estado também causaram o rompimento de uma represa em Bandeirantes do Tocantins.